responsabilidade socioambiental e sustentabilidade

Responsabilidade social e melhoria da qualidade de vida

O tema da responsabilidade socioambiental, que vem sendo bastante debatido, sobretudo desde os anos1990, após a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - CNUMAD, também conhecida como Rio 92, ganhou ainda mais força após a ONU lançar Agenda 2030, há quatro anos. Conhecido pela ousadia e ambição, o projeto consiste em um plano de ação com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas para erradicar a pobreza e promover uma vida digna para todos.

senai cimatec2Nesse contexto, tem-se buscado não apenas adequar os padrões de produção e consumo, como também o desenvolvimento de cidades e comunidades sustentáveis, tornando-as mais inclusivas, seguras e resilientes. Sob essa ótica, faz-se necessário mergulhar mais fundo nos ODS, com atenção especial à meta 11.6, que determina a adoção de ações para minimizar os impactos ambientais negativos das cidades, em especial aqueles relacionados à qualidade do ar e à gestão adequada dos resíduos municipais.

O crescente processo de urbanização conduz mais da metade da população mundial a viver em cidades.Uma parte dessa população está conectada aos problemas dos grandes centros urbanos, principalmente aqueles relacionados a água, resíduos e qualidade do ar. Tal fato, impetuosamente, acaba levando a uma perda na qualidade ambiental urbana e, consequentemente, a baixa qualidade de vida da população.

Há ainda outros objetivos da Agenda que contribuem para potencializar a qualidade de vida da população,em especial aos mais vulneráveis. Os objetivos 3 e 6, por exemplo, têm como propósito assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos em qualquer idade, bem como garantir a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento.

cimatec professorEssa é uma agenda ampla que deve ser adotada não só pelos governos, mas também pela sociedade civil,empresas e academia em um espírito colaborativo para melhorar a vida da geração presente e das futuras. Assim, com o intuito de fortalecer essas ações e contribuir com um desenvolvimento sustentável, o SENAI CIMATEC tem usado um modelo de negócio integrador – Educação Profissional, Centro Universitário e Centro Tecnológico - para desenvolver soluções aos seus clientes e parceiros que, de alguma forma,estão interligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Dentro desse modelo inovador, o SENAI CIMATEC oferece soluções técnicas de qualidade e de alto impacto para a sociedade, através dos diversos cursos e no desenvolvimento de inovações. Com a implantação do Instituto de Tecnologia da Saúde (ITS), por exemplo, o SENAI CIMATEC vem dando início ao desenvolvimento de tecnologias de ponta para atender às demandas de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação nos Setores de Saúde, além de apoiar o complexo industrial e econômico da saúde no desenvolvimento de drogas, medicamentos, equipamentos e materiais estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Em breve, o ITS passará por expansões e, nos próximos anos, avanços importantes serão anunciados no âmbito das tecnologias para a saúde.