responsabilidade socioambiental e sustentabilidade

Ademi-BA atua como protagonista de práticas sustentáveis

O IPTU Verde é um programa de certificação sustentável, implantado pela Prefeitura de Salvador, que estabelece benefícios fiscais. Os empreendimentos residenciais, comercias, mistos ou institucionais que adotarem práticas sustentáveis em suas construções recebem pontos no programa e conseguem descontos diretamente no imposto. Além das incorporadoras e construtoras, os consumidores também são beneficiados na compra de imóveis que dispõem do recurso. O programa conta com a parceria da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA). “Nesse caminho de incentivar práticas sustentáveis no mercado imobiliário baiano, a Ademi-BA tem trabalhado para que construtoras e incorporadoras do Estado conheçam os mecanismos e ferramentas para obtenção de certificações verdes”, afirma o presidente da associação, Cláudio Cunha.

logo ademiA Ademi-BA tem sido uma das vozes protagonistas em prol desse movimento em busca de uma sociedade mais conectada com o meio ambiente. “Preservação ambiental, progresso econômico e desenvolvimento social são os três pilares da sustentabilidade, conceito que cada vez mais se torna uma filosofia de vida e tem sido abraçado por diversos segmentos”, destaca Cláudio Cunha.

As iniciativas sustentáveis adotadas pelos empreendimentos baianos são variadas. “Podemos citar a instalação de placas solares para produção de energia; sistemas para captação de águas de chuva e tratamento para reuso em descargas; gestão de resíduos e coleta seletiva; sensores de presença para iluminação de áreas comuns;uso de espécies vegetais nativas para sombreamento do passeio;e até a previsão de vagas dotadas de sinalização e estrutura para recarregamento de veículos elétricos”, enumera o presidente da Ademi-BA.

Capacitação para a EDGE – A Ademi-BA deu mais um passo em prol da busca pela qualidade das edificações baianas, com apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (SINDUSCON-BA). Este ano, a associação realizou uma capacitação para apresentar à EDGE(Excellence in Design for Greater Efficiencies),iniciativa que reconhece as práticas sustentáveis em empreendimentos residenciais e comerciais. Criado pela Corporação Financeira Internacional (IFC), o sistema de certificação EDGE, online, de acesso livre, avalia a performance do edifício nas categorias de energia, água e materiais. “A certificação é obtida quando se consegue uma redução de 20% nas três áreas”, explica Cunha.

O Fórum de Sustentabilidade da Ademi-BA é mais uma forma de atuação do órgão como interlocutor no campo da sustentabilidade. Realizado há dez anos, o encontro reúne especialistas,empresários, pesquisadores, representantes da sociedade civil e Poder Público para discutir temas relacionados ao assunto. “Ao longo desse tempo, o evento tem funcionado como uma forma de compartilhar experiências sustentáveis,discutir as melhores práticas e propor caminhos para implementação de soluções que coloquem verdadeiramente a sustentabilidade na ordem do dia”, conta Cláudio Cunha.

O profissional destaca que os novos tempos exigem uma atenção especial não somente aos impactos dos produtos no planeta, se eles são economicamente viáveis e atendem às demandas dos públicos. É também importante olhar atentamente ao estilo de vida praticado, às relações construídas com a sociedade e à maneira como as ações humanas podem afetar os outros e o meio ambiente. “Acreditamos na sustentabilidade e temos defendido sua bandeira para além dos pilares clássicos, mas entendendo-a também como motivadora de bem-estar e qualidade de vida. Um compromisso que fazemos questão de incentivar,repercutir e concretizar diariamente”, destaca o presidente da Ademi-BA.