responsabilidade socioambiental e sustentabilidade

Ações sustentáveis tornam Salvador referência no País

A Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência – SECIS surgiu com a proposta de acompanhar os principais debates públicos, que visam às mudanças sociais em busca de melhorias na qualidade de vida das pessoas. Criada pela Lei nº 8.376/12, com o nome de Secretaria Cidade Sustentável, o órgão foi rebatizado em 2018, assumindo a responsabilidade de implementar a resiliência urbana no município, a fim de preparara cidade para se adaptar às reconfigurações ambientais e sociais da atualidade.

salvador1Além de promover ações de preservação do meio ambiente, a secretaria tem o importante papel de atuar no sentido de atender aos objetivos sociais, ambientais, políticos e culturais, bem como aos objetivos econômicos e físicos de seus cidadãos. Assim, a Secis tem a missão de ser o principal instrumento de concepção, execução e promoção das iniciativas de desenvolvimento sustentável e resiliência de Salvador, além de inserir a inovação nas políticas públicas da cidade.

salvador2Disque Mata Atlântica – O projeto foi lançado em 2017, para incentivar a participação cidadã na arborização de Salvador. O interessado em obter mudas de árvores nativas ou plantios para áreas da cidade entra em contato com a Prefeitura pelos números 71 3611-3802 ou 156 ou pelo whatsapp (71) 98549-8453 e recebe o pedido em casa, sem custos. Também é possível retirar as mudas nos pontos localizados no Parque da Cidade ou no Jardim Botânico. Já foram entregues mais de 13 mil mudas de árvores na capital baiana.

As principais espécies doadas são: jenipapo, angio, ingá, pau-mulata, pau-ferro, ipê-roxo, ipê-branco, aroeira-da-praia, cássia-rosa, oiti-da-praia, ipêrosa,pau-viola, jacarandá, sibipiruna e ipê Amarelo.O projeto oferece ainda o serviço de plantio. As ações são acompanhadas por técnicos da Secis e agendadas para o período chuvoso, facilitando a rega e reduzindo o custo com carros-pipa.

Hortas – Outra importante iniciativa transforma áreas degradas ou subutilizadas em hortas. Desde2016, já foram distribuídas 15 hortas urbanas, 16 escolares, 14 pomares e 01 Jardim das Folhas Sagradas, fruto da parceria entre cidadãos e poder público municipal. Na Horta da Pituba, criada em 2016, foram retiradas cinquenta toneladas de entulhos, para ceder lugar às leiras onde são plantadas frutas e vegetais. As colheitas são destinadas às instituições filantrópicas da cidade.

As solicitações enviadas pelo cidadão são avaliadas por técnico da área de implantação, até a doação de mudas e sementes. São realizadas limpeza e roçagem dos terrenos e reuniões com a comunidade.A Secis presta assistência nas atividades de rega,controle de pragas, entre outras. O sucesso da horta conta com o engajamento da comunidade,por meio da mobilização de trabalho voluntário para a manutenção do espaço.

Os alimentos cultivados e colhidos nas hortas das escolas municipais são utilizados na produção da merenda escolar dos alunos da rede.

Folhas sagradas – Para amenizar a dificuldade dos frequentadores dos terreiros, de encontrar no mercado as folhas usadas nos rituais das religiões de matrizes africanas, a Secis implementou em 2019o Projeto Folhas Sagradas. Povos de santo de sete terreiros da capital contam com horta própria, com plantas específicas, localizada no Terreiro Ilê Axé da Nação Ketu, na Estrada Velha do Aeroporto. No local, é possível encontrar alecrim, arruda, erva doce, manjericão miúdo, manjericão grosso sálvia, cebolinha, salsa e coentro.