alimentação saudável

Boas escolhas aumentam a expectativa de vida

Os temas relativos à saúde, alimentação balanceada,atividade física e afins nunca estiveram tão em voga. Apesar disso, as doenças com maiores riscos letais estão ligadas às escolhas que as pessoas decidem encarar no dia a dia. Isso significa que, muito embora os indivíduos demonstrem mais preocupação com o estilo de vida saudável, o índice daqueles que efetivamente colocam essa rotina em prática ainda é baixo. “É realmente paradoxal, porque todo esse conhecimento não foi suficiente para a humanidade alcançar um ganho satisfatório de qualidade de vida”,afirma o nutricionista Daniel Cady. Ele garante que com pequenas mudanças de hábitos, é possível conquistar grandes resultados e uma melhoria significativa na qualidade de vida a longo prazo. Mas enfatiza: “O mais importante é a decisão, é querer mudar”.

O desenvolvimento da medicina ao longo do último século permitiu grandes avanços mundiais. Nesse intervalo de tempo, a expectativa de vida das pessoas praticamente dobrou. “Com o advento das vacinas, a descoberta dos antibióticos e ouso da tecnologia, controlamos bem as doenças infecciosas, a mortalidade infantil e a fome. O mais surpreendente é que hoje, com tantos avanços, a ameaça é outra, vivemos em um mundo conturbado e doente, no qual 70% das causas de morte são relacionadas ao estilo de vida que adotamos”, destaca o profissional. Ele pontua que a qualidade de vida tema ver com bem-estar físico e mental, uma boa saúde e disposição, o mínimo de adversidades materiais e um convívio social seguro, aconchegante e de bons relacionamentos. E, para alcançar isso, escolhas e atitudes cotidianas fazem uma enorme diferença.

“Com a vida atribulada de hoje, não sobra tempo para nada. A convivência e a comodidade tomaram conta de tudo, inclusive da maneira de se alimentar e se movimentar. Priorizamos o trabalho, dormimos e comemos mal, estamos sempre cansados, à beira da exaustão. No que tange às relações sociais humanas,estamos cada vez mais distantes uns dos outros, da família e de nós mesmos. É por isso que nos tempos atuais, qualidade de vida se resume a ter tempo para vivera vida e não sobreviver a ela”, questiona o profissional.Ele pontua que uma ótima maneira de incorporar hábitos mais saudáveis no cotidiano é começar a fazer novas escolhas, sem radicalismos, e implementá-las.Todas as mudanças requerem algum tipo de esforço e renúncia, então, persistir é fundamental.

Novos hábitos ajudam a envelhecer melhor.Segundo dados do IGBE, o número de idosos no Brasil cresceu 18% em cinco anos. Entre 2012 e 2017,a população a partir de 60 anos já somava mais de 30 milhões de brasileiros. E a estimativa é de que os números sigam expandindo. O estudo de projeção da população, feito pelo IBGE, indica que, em 2043,um quarto da população será composta por pessoas com 60 anos ou mais, enquanto os jovens de até 14 anos representarão apenas 16,3%. A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que, por volta de 2025,o Brasil ocupará a sexta posição no ranking mundial de populações mais idosas. Nesse contexto, a melhor forma de conquistar um envelhecimento com mais saúde e autonomia é a prevenção. Isso porque boa parte das doenças que afligem os mais velhos poderia ser prevenida com a adoção de um estilo de vida mais saudável. O nutricionista Daniel Cady alerta que cuidar da saúde não se resume ao uso de remédios, nem apenas à alimentação e exercícios físicos.

O conceito de qualidade de vida vai além e exige também repensar comportamentos e a forma de se relacionar com as outras pessoas e com o mundo. “Os problemas de saúde não se resolvem com comprimidos, é preciso tomar decisões, renunciar algo, ter um sentido e propósito na vida, mudar hábitos e crenças, cuidar da natureza e construir um relacionamento mais saudável e carinhoso consigo mesmo, com mais empatia e aceitação das nossas dificuldades e limitações. Só assim seremos capazes de alcançar uma saúde plena com qualidade de vida”, conclui.

COMO ENVELHECER MELHOR

  • Administre o seu tempo
  • Antes de realizar uma tarefa, planeje-se.
  • Priorize um tempo para você, para a família e amigos. Pratique um hobby.
  • Aprenda a relaxar o corpo e a mente,meditando, ouvindo uma boa música.
  • Evite o uso exagerado do celular e televisão.
  • Seja flexível com os seus horários e com a alimentação.
  • Descanse bem, durma em média oito horas diárias.
  • Cultive boas amizades sem ganhar nada em troca.
  • Aprenda a respirar, pratique respirações lentas e profundas durante o dia.
  • Coma comida de verdade, de preferência orgânica, até se sentir 80% satisfeito.
  • Procure comer sentado à mesa, em boa companhia e sem distrações.
  • Coma mais devagar, mastigue bem.
  • Descasque mais, desembale menos
  • Reduza, reuse, recicle.A natureza agradece.
  • Beba mais água e de boa qualidade.
  • Combata o sedentarismo, movimente-se mais.
  • A atividade física é uma ótima maneira de socialização com pessoas saudáveis.
  • Seja grato por mais um dia, pense positivo e nunca perca a sua fé.
Ler 132 vezes Última modificação em Sexta, 13 Dezembro 2019 04:03

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.