Os diferentes testes para Covid e suas indicações

*Por Daniela Lima - Diretora Médica do LPC Laboratório e Vacinas.

SARS-CoV-2 é o novo Coronavírus identificado como agente etiológico da CO­VID-19, que começou em Wuhan, na China, no final de 2019 e se espalhou por todo o mundo. Nesse novo mundo de hoje, cenário de muito medo e receio, assim como muitas novidades e conhecimentos, precisamos estar atentos as informações que chegam diariamente até nós, mas ao mesmo tempo precisamos filtrar o que de fato é confiável e nos traz informações de qualidade. Por isso, resolvemos falar aqui sobre os muitos testes que têm surgido com o objetivo de apoiar no diagnóstico da doença, na intenção de tirar algumas dúvidas em relação as suas solicitações e interpretações.

Primeiro, um pouquinho sobre a doença:

Após o contato com o vírus, o período de incubação da doença é de até 14 dias (média: 4 dias). Algumas pessoas vão manifestar a doença (sintomáticos) e outras não (assintomáticos). Nos sintomáticos, a doença pode variar de leve/moderada (+/- 80% dos casos) a grave (+/- 15 % dos casos). A idade é um fator de risco importante para doença grave e suas complicações, assim como comorbidades associadas (cardiopatia, diabetes). O diagnóstico da Covid-19 pode ser feito com apoio de exames laboratoriais, mas diante desse amplo espectro falado acima, temos que pensar nos testes de acordo com o quadro clinico do paciente e o objetivo principal de cada teste.

Drª Daniela Lima 

Principais métodos laboratoriais disponíveis para avaliação do paciente com suspeito e seus objetivos:

RT-PCR

      • Destina-se a detecção da presença do vírus. Logo deve ser feito no inicio do quadro.

Testes sorológicos

  • Destina-se a detecção de anticorpos contra o vírus. (IgA, IgM e/ou IgG). Estes, são produzidos pelo sistema imunológico do individuo avaliado, logo, não deve ser feito no inicio do quadro pois é preciso algum tempo para o organismo produzi-los após ter sido exposto ao vírus.

Particularidades dos testes:

RT-PCR para Covid-19: O RT-PCR é o teste laboratorial de escolha para a detecção do SARS-CoV-2 em pacientes sintomáticos na fase aguda.

Quando e como fazer: orienta-se que a coleta de swab de secreção de naso e orofaringe, realizada entre 0 a 12 dias de sintomas, sendo ideal o 6º dia.

Indicações:

  • Pessoas que estão com sintomas
  • Pessoas sem sintoma mas que tiveram contato com outras pessoas sabidamente positivas
  • Profissionais de saúde expostos

Um único resultado não detectado pode não excluir a possibilidade de COVID-19.

 

Sorologia para Covid-19:

  • Objetivo: Detectar os níveis de anticorpos contra o vírus produzidos pelo sistema imunológico do individuo avaliado após ter sido exposto ao vírus.
  • Quando e como fazer: Coleta de sangue a partir do 7o dia (IgM) e a partir do 10o dia (IgG)

Indicações:

  • Pessoas que tiveram sintomas de gripe ha mais de 12 dias
  • Pessoas sem sintomas mas que tiveram contato com outras pessoas sabidamente positivas.
  • Profissionais de saúde expostos.

Atenção:

  • Anticorpos IgA e IgM > fase aguda
  • Anticorpo IgG > fase de convalescência (porém ainda não se pode afirmar imunidade).
  • A presença de IgG pode ser utilizada como confirmação de doença prévia de COVID-19.
  • Estão disponíveis alguns testes com diferentes metodologias.

Testes rápidos: São testes sorológicos feitos por outra metodologia, que detectam os anticorpos de forma rápida porém qualitativa. Indicação: rastreio de pessoas assintomáticas ou identificação de pessoas com anticorpos. Não são recomendados para a confirmação diagnóstica.

Assim, deve-se ressaltar que a exclusão do diagnóstico de COVID-19 não deve ser feita apenas por avaliação isolada do resultados dos exames. Todo e qualquer resultado deve ser solicitado e avaliado por um médico, em conjunto com a clínica e epidemiologia do paciente, podendo haver necessidade de repetição dos exames para confirmação.